As maneiras mais poderosas para terminar uma apresentação

Durante uma apresentação, tão importante quanto agarrar seu público no começo é saber como terminar, afinal, o fim vai influenciar o impacto geral e o sucesso do seu trabalho.

O primeiro passo não é sobre o que fazer, mas o que não fazer. Em um recente artigo da Inc. Magazine, Eric Holtzclaw, escreveu sobre o assunto e o primeiro conselho dado pelo escritor é se livrar do slide de questões. “Todo mundo faz isso e não tem nada de memorável”, escreve Eric.

Para Holtzclaw, o ideal “é responder perguntas durante a apresentação, para que a questão e a resposta façam sentido com o que está sendo apresentado. Se você escolhe responder questões no fim da sua apresentação, troque por algo que vai dar uma imagem mais forte do conteúdo da sua apresentação”, completa ele.

Confira 3 dicas do escritor para terminar uma apresentação:

1 – Uma citação

Use uma citação que irá ficar na mente das pessoas assistindo sua apresentação mesmo depois delas saírem da sala. “Uma vez assisti uma fantástica apresentação motivacional. Ela continha uma lista de dicas e técnicas que funcionaram para a apresentadora, mas o que mais me lembro é a forma que ela terminou”, escreve Eric. “No fim de sua apresentação estava escrito ‘O simples ato de dar atenção positiva a alguém influencia muito na produtividade’, de Tom Peters. Sua apresentação inteira tinha sido sobre positividade e, apesar de não lembrar de todas as suas dicas, eu sempre lembrarei dessa citação”, revela o escritor.

2 – Um chamado

A maioria das apresentações busca motivar a plateia a realizar uma ação. Use o fim de sua apresentação para reforçar isso. Frases como “junte-se à luta”, “inicie a jornada”, “comece agora”, vai fazer com que você influencie e utilize sua apresentação para fixar a mensagem na audiência.

3 – Uma boa estória

“Terminar sua apresentação com uma estória, especialmente se for pessoal ou que mostra como o conteúdo apresentado pode afetar outros, é a melhor maneira de concluir”, aconselha Holtzclaw. “Muitas vezes o que falta em algumas companhias são cases. Enquanto um estudo teórico é bom, transformar esse estudo em algo mais significativo funciona melhor ainda: como isso poderia influenciar a vida dos outros? Crie empatia!”, conclui o escritor.

Fonte: http://www.administradores.com.br/

Anúncios