Mobilização contra tuberculose acontece na próxima quarta-feira

Terceira principal causa de morte entre as doenças infecciosas no Brasil, a tuberculose mata, anualmente, uma média de 350 pernambucanos. Só em 2014, foram 4.626 novos casos confirmados da doença em todo o Estado. Apesar de ter cura e medicamento oferecido de forma gratuita pelo SUS, a taxa de abandono do tratamento no Estado foi maior que 8% no ano passado, colocando Pernambuco como o segundo Estado do País onde mais se morreu por tuberculose em 2014. Para chamar atenção para os riscos da doença e marcar o Dia Estadual de Combate à Tuberculose, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) em parceria com a Secretaria de Saúde de Recife, promove, nesta quarta-feira (25/11), mobilização com o objetivo de sensibilizar a população sobre o tema, a partir das 15h, na Praça do Diário, localizada no Centro do Recife.
 
A ação faz parte da Campanha Estadual de Combate à Tuberculose, que será realizado entre os dias 23 e 27 de novembro, com o tema Tuberculose: Testar, tratar, vencer!  Pelo menos 80 profissionais participarão da mobilização, que segue até às 19h, e contará com   participação de diversos segmentos da sociedade, como o Comitê Pernambucano de Combate da Tuberculose, alunos da Faculdade de Enfermagem (UPE), pesquisadores do  Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães, Secretaria Estadual de Ressocialização, Distrito Sanitário Especial Indígena  além das Coordenações do Programa de controle da Tuberculose dos municípios de Olinda, Jaboatão e  Camaragibe. 
 
Além de orientações sobre tuberculose, tabagismo e doenças sexualmente transmissíveis, a ação ainda vai oferecer testes para detecção da própria tuberculose e do HIV. “Nosso objetivo é realizar uma grande mobilização social, incluindo orientações, atividades educativas e exames. Vamos conversar com as pessoas, explicar sobre a doença e seus sintomas, focando, principalmente, na população que vive em situação de rua. Com esse trabalho, esperamos reforçar o estabelecimento de parcerias intra e intersetoriais para o enfrentamento dessa doença”, explicou a gerente de Vigilância das Doenças Transmitidas por Micobactérias, Danyella Travassos.
 
Além da ação na Praça do Diário, durante os três dias que marcam a Campanha Estadual de Combate à Tuberculose, os municípios pernambucanos estarão promovendo uma série de atividades para seus moradores sobre a tuberculose.  
 
TUBERCULOSE – É uma doença curável e com tratamento gratuito, afeta principalmente, os pulmões  existindo também na forma extrapulmonar (não contagiosa): ganglionar periférica, pleural, cutânea, oftálmica, renal, meníngea, entre outras, sendo transmitida pelo bacilo de Koch. A forma pulmonar bacilífera (contagiosa) é a mais relevante em saúde pública por ser a responsável pela manutenção da cadeia de transmissão, A busca ativa do sintomático respiratório constitui-se na principal estratégia de controle da tuberculose, uma vez que permite a detecção precoce das formas pulmonares.
 
Os principais sintomas da doença são tosse persistente, febre vespertina, sudorese noturna, falta de apetite e emagrecimento. É importante lembrar que pessoas que apresentem tosse por três semanas ou mais são suspeitas de ter a doença e deverão procurar um serviço de saúde mais próximo para a avaliação clínica  e realização de exames. Todo o tratamento, que dura em média seis meses, é gratuito.
 
DADOS – Em 2014, Pernambuco registrou 4.701 casos de tuberculose. No mesmo período, foram registrados 394 óbitos provocados pela doença. Já em 2013, foram 4.611 casos e 353 óbitos.
 
SANAR – No estado de Pernambuco, a tuberculose faz parte do elenco das doenças trabalhadas pelo Sanar – Programa de Enfrentamento das Doenças Negligenciadas, que conta com 15 municípios com maior carga da doença, onde o enfrentamento à doença é considerado prioritário: Recife, Olinda, Jaboatão, Paulista, Cabo de Santo Agostinho, Camaragibe, Vitória de Santo Antão, Ipojuca, Igarassu, Abreu e Lima, Carpina, Escada, Caruaru, Petrolina e Goiana.

Fonte: http://radiojornal.ne10.uol.com.br/

Anúncios