Inclusão digital favorece aumento da Educação a Distância

O mundo está a um clique dos dedos como mostram dados recentes, como do IBGE, que mostram que metade da população está conectada à internet no Brasil. Presenciamos assim uma nova realidade devido à fatores como o aumento de municípios com acesso wi-fi, que nos últimos dois anos cresceu 83,2%, e também a banda larga brasileira ser considerada como o segundo preço mais barato na América Latina, o que facilita cada vez mais a inclusão digital. E é nesse cenário que cresce de forma acelerada no país o sistema de Educação à Distância – EAD, que deve passar por transformações em breve com a adoção de um novo marco regulatório: o Conselho Nacional de Educação (CNE), que discute novas diretrizes para essas graduações.

Impulsionado por programas do governo para facilitar o acesso de alunos ao ensino superior, a EAD no Brasil avançou em virtude dessa melhor e maior conectividade tecnológica (Internet banda larga) e pelas vantagens proporcionadas por esse sistema de ensino para quem deseja uma graduação de nível superior: comodidade, flexibilidade de horários, economia de tempo e mensalidades mais baratas.

Além disso, o reconhecimento desses cursos superiores são alguns importantes atrativos para um número cada vez maior de estudantes que optam por esta modalidade. E a Educação à Distância tem sido um dos foco da Unit – Universidade Tiradentes, que amplia sua presença no setor de ensino superior nordestino, com o respaldo de cinco décadas do sergipano Grupo Tiradentes, que tem repercutido esta proposta através de ações de comunicação e de divulgação com o aporte da RTG PROMO, com foco em seus diferenciais.

Repercutindo seu EAD, inclusive,  o trabalho de orientação de carreira (ajudando a planejar melhor o que seguir e como se inserir no mercado de trabalho), a proposta de expansão da Unit representa um olhar para uma nova tendência na educação, e que ainda está crescendo, mesmo que desigual pelo país. Contudo, as matrículas de bacharelado, licenciatura e cursos superiores tecnológicos a distância já chegam a ultrapassar a marca de um milhão, de acordo com o último Censo da Educação Superior (2013). E, por isso, quem se candidata a um curso no modo à distância deve se ater a alguns desafios básico: perfil, concentração, administração de tempo, redes sociais e disciplina. Afinal, é necessário lembrar que estudar fora do sistema presencial, envolve não ter um professor acompanhando o seu processo e se você não se mantiver na linha ou tiver os devidos cuidados, com esforço, todo o trabalho vai por água abaixo.

E é essencial ainda lembrar que é preciso pensar em alguns detalhes fundamentais com relação ao processo para que seja bem sucedido, que envolve a escolha de uma infraestrutura de vídeos completa; conferir a segurança da plataforma; ajustar o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA); dar atenção à gestão online; e organizar as finanças do seu curso pela plataforma.

Informações com a Assessoria de Comunicação

 

Anúncios