Segunda edição consagra a Feira do Livro Vale do São Francisco na região

Mais uma vez a Feira do Livro do Vale do São Francisco deu um show de cultura e de empreendedorismo educacional nesta segunda edição, realizada de quinta (06) a sábado (08), no no Centro de Convenções Senador Nilo Coelho. O público de 24 mil pessoas pôde participar de mais de cinquenta atividades e conferir obras diversas de todo país e ainda de escritores de todo o mundo. Foram adquiridos uma média de 280 mil publicações para todos os púbicos e de diversas categorias, e que representam uma estimativa de mais de 600 mil em geração de negócios.

“Tivemos o resultado esperado e alcançamos as expectativas de atingir o público, em especial os professores não só de Petrolina assim como de Juazeiro e Lagoa Grande. E com isso reforçamos cada vez mais a importância de utilizar a literatura e leitura como estratégia pedagógica, utilizando inclusive várias formas de expressar esta capacidade de interação que ela proporciona”, destaca o secretário de educação de Petrolina, Heitor Leite.

Em três dias, os visitantes tiveram contato com palestras, mesas redondas, bate papos, lançamentos, palestras, brincadeiras lúdicas, contação de histórias, apresentações artísticas e musicais, e muitas outras iniciativas. Entre os palestrantes a II Feira do Livro do Vale do São Francisco contou com a presença de nomes de peso na região e do cenário nacional como o do autor paulista Ricardo Lìsias, best-seller em 2013 com o romance Divórcio , best-seller em 2013 com o romance Divórcio, que acaba de lançar um volume de contos pela Alfaguara, com o título Concentração; o especialista Luciano Meira, coordenador de ciência e aprendizagem da Joy Street, empresa de tecnologias educacionais lúdicas do Porto Digital, e com vasto expertise pelo C.E.S.A.R (Porto Digital); consultor de educação Eduardo Sanches que enfocou a Tecnologia da Educação para a rede municipal da região; os professores e escritores Vlader Nobre e Elizabeth Moreira que discutiram a questão da literatura petrolinense; a editora Karla Melo da Confraria do Vento e o escritor Bruno Liberal, que também acaba de lançar o seu “O Contrário de B”, que falaram sobre a relação entre autor e editor; e a escritora e pedagoga paulista-paraibana Maria Valéria Rezende Prêmio Jabuti com “No risco do caracol” (2009), na categoria literatura infantil, e “Ouros dentro da cabeça” (2013), na categoria juvenil, que falou sobre esta relação da educação com a literatura.

Além dessas palestras e bate papos, esta edição trouxe mais uma investida acertada com oficinas diferenciadas como a do escritor Sidney Rocha sobre escrita criativa, que enfocou mais do que formas de escrever a importância do saber olhar para poder se expressar; a originalidade da arte do papelão com “Criando Livros Artesanais com a Liga Cartonera”; e a beleza da contação de histórias para públicos distintos como professores e pais com a Trupe Sacola Literária. 

Com o tema “Literatura, inovação e educação”, a II Feira do Livro do Vale do São Francisco se consagra como um importante investimento e uma grande estratégia para o fortalecimento da educação na região, mobilizando mais de 200 escolas públicas municipais (Petrolina, Juazeiro e Lagoa Grande), concretizando assim a força desta realização da Prefeitura de Petrolina, através da Secretaria de Educação e da Cia de Eventos, com o incentivo do Funcultura.

Informações com a Assessoria de Comunicação