Fórum ‘Lei da Aprendizagem: Perspectivas para a Juventude’ discute relação de jovens com escola e trabalho

Com o objetivo de fortalecer o diálogo e a participação da sociedade brasileira em torno dos temas Juventude, Trabalho e Educação, a Fundação Roberto Marinho e o Canal Futura promovem o Fórum “Lei da Aprendizagem: Perspectivas para a Juventude”, na próxima quinta-feira, 25 de junho. O encontro será realizado no auditório da Fundação Roberto Marinho e transmitido ao vivo, via streaming, em livestream.com/canalfutura.

O fórum é uma das iniciativas do movimento “Legalize Aprendiz”, campanha que divulga a Lei da Aprendizagem, com objetivo de criar oportunidades de primeiro emprego para jovens entre 14 e 24 anos, garantindo educação e formação profissional de qualidade. O movimento “Legalize Aprendiz” é uma das ações do programa Aprendiz Legal e discute Juventude, Trabalho e Educação para além da escassez de oportunidades ou das dificuldades enfrentadas na implementação de programas sociais. A ideia é pensar a partir da perspectiva de que políticas distintas vistas de forma complementar podem ser uma oportunidade de mudança. Interessa-nos analisar como as agendas da Juventude, Trabalho e Educação confluem, tornando-se uma oportunidade para a superação desse quadro.

O fórum contará com painel do coordenador do Programa Cidadania dos Adolescentes do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) no Brasil, Mario Volpi. Ele  apresentará dados da pesquisa “Adolescentes de famílias pobres na idade 15-17 abandonam a escola”. “Alguns adolescentes de grupos menos favorecidos expressaram claramente que não acreditam que a escola os ajudará a mudar suas vidas, porque essas instituições foram criadas para beneficiar somente os mais ricos”, destaca Volpi.

Para o coordenador da UNICEF, é importante atenuar mecanismos de exclusão na educação. “O estudo identificou como esses mecanismos estão incorporados nos discursos dos adolescentes e como as políticas públicas podem mudar a perspectivas dos jovens para estimular o retorno à escola e, além disso, fazê-los enxergar a escola como uma oportunidade de se incluir na sociedade, e a educação como um meio de melhorar suas vidas”, defende.

Participarão do fórum, também, representantes de instituições da rede de aprendizagem no Brasil e de instituições de referência no setor. A intenção é que o fórum dê origem a um documento de reflexão e posicionamento crítico diante dos problemas apresentados.

O programa Aprendiz Legal 

O Aprendiz Legal é um programa de aprendizagem, com realização da Fundação Roberto Marinho e implementação do CIEE e da Gerar, voltado para a preparação e inserção de jovens no mundo do trabalho. Desde 2004, o programa auxilia as empresas a cumprir a cota de contratação de aprendizes, exigida pela Lei da Aprendizagem. Cerca de 80 mil jovens estão em formação pelo programa hoje.

Presente em 25 estados brasileiros e no Distrito Federal, o Aprendiz Legal oferece cursos em 11 áreas de atuação, como Ocupações Administrativas, Comércio e Varejo, Logística, Auxiliar de Produção Industrial e Turismo e Hospitalidade. 

Serviço:

Local: Fundação Roberto Marinho – Rua Santa Alexandrina, 336, Rio Comprido.

Data: 25/6

Horário: das 12h às 18h

Informações com a Assessoria de Comunicação

Anúncios