Motivação em primeiro lugar: Grande desafio do trabalhador é se manter realizado na empresa

Manter a motivação em alta é um dos maiores desafios da carreira de qualquer profissional. Tendo em vista que hoje o trabalho bom não é apenas aquele que garante uma boa fonte de renda – é preciso também dar prazer, realização e a possibilidade de crescimento individual – estar motivado é algo que interfere não só no âmbito profissional, mas também na vida pessoal. Desse modo, existe uma bidirecionalidade de influências. Enquanto a motivação é uma potencializadora da nossa qualidade de vida e desempenho; a desmotivação desestabiliza e trava o rendimento.

“Ninguém motiva ninguém. O que criamos é uma série de incentivos para que o outro se motive. A motivação vem de dentro do ser humano. Se ele não percebe ganho com o que faz, não sai do lugar. Esse ganho pode ser qualquer coisa, desde o dinheiro, a realização pessoal, o poder ou simplesmente uma batida nas costas que o chefe dê e reconheça o trabalho bem-feito”, afirma a psicóloga Flávia Puça.

Algumas pessoas se sentem motivadas pela sensação de dever cumprido; outras por gostarem do que fazem ou acreditarem que estão contribuindo para a sociedade. No entanto, enriquecer, ficar famoso ou ter a aprovação da sociedade, por exemplo, são fatores que não motivam a todos da mesma forma. Embora as necessidades e desejos sejam diferentes, para os especialistas, a dica é a mesma. É imprescindível o profissional compreender o que o motiva.

“O profissional deve avaliar simplesmente o que lhe faz feliz. E isso vem de dentro. Ele precisa acordar pensando que vai trabalhar e não que vai pra guerra”, comenta a diretora da JBV Soluções em Recursos Humanos, Vanci Magalhães. Caso o trabalhador se sinta desmotivado, a atividade se torna maçante e desconfortável. Esse quadro pode levar ao esgotamento físico e mental. Portanto, trabalhar em uma empresa cujos valores e metas sejam compatíveis aos seus é algo fundamental.

Em casos de desmotivação, ou até quando bater o desânimo pós-férias, o profissional não deve esperar que a empresa o motive. Cabe a ele buscar, através de desafios na empresa. “Quando a desmotivação surge é preciso avaliar a própria vida e ver onde está a causa disso. É necessário saber se é graças ao sistema organizacional, se são os colegas de trabalho, os gestores ou a política da empresa. Tem de identificar o foco do problema. Nessa hora, não se deve valorizar a idade ou o mercado, mas, sim, pensar o que você fez da sua vida até aqui”, comenta a psicóloga Flávia Puça.

Para tudo o que se faz é preciso algum tipo de impulso. Quando isso surge, o profissional se torna mais produtivo e executa as atividades com mais satisfação. Para as empresas, despertar, manter e direcionar essa energia para os objetivos da organização têm sido um desafio. Facilitar o desenvolvimento do profissional, identificar as necessidades e anseios de cada um e aperfeiçoar as práticas gerenciais são medidas a serem tomadas pelas empresas. 

“Os profissionais estão adoecidos emocionalmente. Muitos deles repetem que estão loucos pra sair do trabalho ou só esperando ser demitido. Na maioria das vezes, isso é motivado porque o superior fez uma cobrança ou algo do tipo. O profissional precisa avaliar se isso não está sendo feito para seu crescimento e ter em mente que certas cobranças e exigências são comuns em diversos cargos”, explica Vanci Magalhães.

De acordo com a especialista, apesar de a empresa influenciar no desempenho e motivação de seus colaboradores, identificar e contornar essa questão é uma iniciativa que tem que partir do profissional. “É preciso avaliar se realmente há motivos para a desmotivação. A empresa influencia, mas nesse aspecto o que pesa mais é a automotivação”, comenta. Além disso, é falho restringir a dignificação do trabalho ao salário. Embora esse seja importante, não é o único fator a ser considerado. Há profissionais com altos salários e infelizes profissionalmente. Existem empregados felizes fazendo o que gostam e recebendo o necessário para sua sobrevivência.

Fonte: JcOnline

Anúncios