Receita Federal espera 720 mil contribuintes em Pernambuco este ano

Começa nesta segunda-feira (2) o período de entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2015. Até o dia 30 de abril, data de término do prazo, são esperadas que cerca de 720 mil pessoas em Pernambuco entreguem suas declarações à Receita Federal. No Brasil, o número de contribuintes esperado é aproximadamente de 27,5 milhões.

São obrigados a declarar as pessoas que receberam em 2014, rendimentos tributáveis superiores a R$ 26.816, 55 ou isentos – não tributáveis ou tributados somente nas fontes – cuja soma seja superior a R$ 40 mil. Também, quem obteve, em qualquer mês, ganho na alienação de bens ou direitos, sujeitos a impostos; pessoas que tenham realizado operações na bolsa de valores, mercadorias e futuros. E por último, quem ganhou ou tem bens ou propriedades rurais.

A multa por atraso na entrega do Imposto de Renda pode variar de 1% a 20% ao mês. O valor mínimo da multa é de R$ 165, 74 ou chegando a valores maiores. De acordo com a Receita, no ano passado em Pernambuco 27.005 pessoas caíram na malha fina, essas declarações somavam o valor de R$ 82 milhões. No Brasil, a malha fina atingiu 937.939 pessoas.

O contribuinte possui três canais disponíveis para enviar a declaração. O mais utilizado continua sendo o Programa Gerador de Declaração (PGD) que é baixado para o computador. A novidade desse ano para o programa é o armazenamento em nuvem, que permite que a pessoas salvem o progresso da declaração e possa retomar do ponto antes de enviá-la. Para quem possui certificado digital, a Receita Federal disponibiliza o aplicativo para tablet ou smartphone (Android e IOS) e o próprio site, na área de Atendimento Vitual, o e-CAC. Daniel Vieira, assessor da superintendência da Receita Federal em pernambuco indica o PGD como o melhor canal, pois o teclado pequeno no smartphone pode levar a pessoa a cometer erros de digitação de números, por exemplo, cruciais para a declaração.

MUDANÇAS – Além de não perder o prazo de entrega, o contribuinte precisa estar atento as mudanças do Imposto de Renda. Este ano existe a obrigatoriedade de declarar o CPF dos dependentes maiores de 16 anos. Outra nova regra, que pode afetar diretamente a pessoa física, é que os profissionais liberais como médicos, psicólogos e advogados terão que declarar o CPF de seus clientes e detalhar os valores recebidos já este ano para a declaração de 2016.

Caso o contribuinte tenha dúvidas sobre como declarar o imposto, o site disponibiliza em seu site 700 perguntas e respostas a cerca do tema. Ainda existe a opção de agendar, através da internet, um atendimento presencial no Plantão Fiscal.

Fonte: NE10

Anúncios